a toda ação…

Não dá pra agir e reagir às coisas quando você não sabe o que quer. Sério. Sem condições.
E você não sabe o que quer, porque não sabe o que sente. É simples. Mas para aqueles que nunca se sentiram assim vai ser extremamente complexo e pouco provável. Vai ser mais fácil dizer que o que existe é conhecido, mas que a maneira como isso está sendo encarado é complicada.
Não depende da capacidade de decisão (dessa vez não). Então as reações são impulsivas, atos que reagem ao que se apresenta. Depois é o dia seguinte inteiro pensando se deveria ter reagido daquela maneira, se deveria ter calado, recuado.
Porque agora essa reação mudou completamente o rumo das coisas. Antes elas pareciam caminhar pra outras bandas (pareciam?). Mas eram as bandas que deveriam?
A toda ação corresponde uma reação, seja ela qual for, mas se você sabe o que quer, sabe controlar essa reação. Seria bom agir sem que essa ação me fosse exigida com uma ação anterior. Mas pra isso, seria preciso outras coisas.

Diálogo marcante de hoje, do filme Closer:

Dan (Jude Law): Me conte a verdade.
Alice (Natalie Portman): Por quê?
Dan: Porque eu sou viciado nisso. Sem isso somos animais.”