sonhos sonhos são

A primeira noite depois de todas é sempre atípica. De tão constantemente típica já está até se tornando pateticamente comum. Só, o leçol e a fronha ainda cheiram um presente viajante que eu faço questão de não tirar do colchão e do travesseiro. Antes de dormir, uma busca desesperada, como se já soubesse que iria encontrar. E encontro outro cheiro, numa de suas camisas prediletas, da viagem que não aconteceu.

Na primeira noite depois de todas, como sempre são, eu sonhei que no meio da noite eu acordava na sua cama, levantava, mas tinha a impressão de não ter ninguém ao meu lado. Então eu voltava e percebia que não, eu não estava sozinha na cama. Eu estava sonhando estar sozinha. Ufa.

Então eu voltei a dormir, e depois acordei novamente. Descobri que tudo isso era um sonho dentro de outro. Eu acordei e estava sozinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s