sólida

foto // anna f. horta

e de novo você esbarra sem querer em mim. dessa vez entorno com copo e tudo. e penetro com caco de vidro e saio fazendo mal para todo tipo de vida que cruza o meu caminho. mas eu não quero. eu não queria cair, mas não devo então me arriscar tanto, não devo ficar na beirada. não devo ficar tão exposta, pois um movimento desajeitado seu pode fazer com que eu caia. quedas são difíceis e tenho entornado acidentalmente todos os dias. a temperatura diminuiu, talvez dessa vez a existência se torne mais pesada, sólida. e eu não evaporei dessa vez. talvez demore. mas o ciclo ainda não recomeçou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s