eternidade

publicado no negodito.com

foto // anna f. horta

Preciso desafiar o egoísmo das pessoas -e o meu- de arrancar o belo pelo talo e depois se desfazer. precisamos entender que a terra é de onde as coisas vêm e pra onde vão, todas. todos nós.
preciso comprar adubo ou fazer alguma coisa que sirva para nutrir essa coisa que quer nascer e quero plantar. e depois tirar uma muda e dar pra você, sem precipitação. para você que sabe plantar. ou então dar pra você, já plantada, em um vaso pequeno para, quem sabe, você replantar, quando crescer, em um espaço maior, merecido. mas nunca arrancar pra você guardar entre duas páginas de um caderno, até que seque. nunca! é tão poética a natureza morta, a tristeza e a secura.

aliás precisamos parar com essa mania de arrancar flores assim indiscriminadamente. quando eu era pequena colhia flores no caminho pra presentear a professora, mas a flor chegava tão murcha e já sem beleza que, às vezes, até desistia do mimo. porque a tal beleza morre, as pétalas murcham, enrugam. mas a beleza que existe no que é vivo, quando é dado como presente – esta ninguém mata, essa vive pra sempre, dá frutos, filhos, netos. e jardins.
dê flores vivas com a possibilidade de viver mais, se quiser presentear alguém. dê vida, dê a possibilidade de continuação e esperança. ninguém deveria precisar morrer só para que a gente pudesse dar um pedacinho de beleza a quem ama. nem uma margaridinha.
e eu? bem, eu preciso cultivar, pra depois colher e te dar, pra depois tirar mudas e replantar. sem precipitações, bem eternamente mesmo. porque é.

  

Um comentário sobre “eternidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s