novo

as pessoas não querem ouvir coisas novas. às vezes até se dão a chance de ouvir uma música nova ou um artista novo. escutam uma música, gostam. escutam o disco inteiro e não gostam. encostam o disco. não se dão a chance de ouvir novamente, em um horário diferente. não se dão a chance de ouvir mais vezes. não se dão ao trabalho de escutar o que a letra diz. 
ou é lenta demais, ou agitada demais. só gostam de algo novo se essa novidade, na verdade, retoma aquilo que já estão acostumados a ouvir. enganam-se com esse novo mascarado de coisa velha. Digo velha porque já vem de muito tempo, porque alude. Mas aquilo que é verdadeiramente novo, é repudiado. dá preguiça de tentar. o diferente assusta quem busca padrões.
por isso tanta gente sozinha, querendo desesperadamente um amor. querem o mesmo de sempre, ou querem o que esperam, o que idealizam. diferente disso não presta. para essas pessoas, o novo nunca tem espaço e por isso vivem eternamente em torno dos mesmos sofrimentos de sempre.