experimente

você planta uma semente. sua expectativa é tão grande de que ela cresça e dê flores lindas e enfeite sua casa, que você se dedica diariamente, conversa, olha todos os dias se está tudo bem e rega sempre.
a semente então começa a brotar. envolta de amor e atenção, não tem ser vivo que não viva alegre.
ela cresce, dá flores, depois frutos, as folhas caem e tudo recomeça. e assim passam-se anos.
tudo vai bem. 
um dia, experimente não ter mais tempo para regá-la frequentemente. experimente esquecer-se por uma semana dela. depois experimente esquecer-se um mês. experimente não cuidar se alguma praga qualquer resolver interferir no processo. experimente não dar nutrientes para que ela tenha força pra se reerguer. experimente deixar que se passe um ano. experimente esquecê-la, sem querer. 
experimente.
relações não são eternas por si só. esqueça.

foto // anna f. horta

Um comentário sobre “experimente

  1. [Parece que é a mesma coisa em relação ao conhecimento; cada conteúdo que lemos é uma “semente”, a qual esperamos que dê “flores lindas e enfeite nossa casa”. Afinal, acho que seria muito interessante se, em cada “casa” do mundo, fosse sempre regado o jardim da evolução – até mesmo porque tudo precisa evoluir, inclusive as “relações”!]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s