espontânea

Algumas sementes simplesmente não germinam, por mais que a gente cuide e regue, por mais que a gente queira. Poucos sabem, mas muitas estão dormentes. É mais comum do que se pensa. Uma qualidade natural, uma característica sagaz que muitas possuem com a única e incrível finalidade  de sobrevivência. Permanecem em estado de dormência, para se manterem armazenadas na natureza por mais tempo e somente quando o ambiente é realmente propício para se desenvolverem, elas se desenvolvem… uma verdadeira inteligência emocional.

Pois era o oposto disso. A semente que quero descrever aqui era um tipo que bastava deixar acidentalmente num canto qualquer de terra e chover um pouquinho que já ia logo brotando. Uma mudinha ia subindo, desajeitada mesmo, no ar mesmo, e depois se agarrava ao primeiro pedacinho de terra que encontrasse. Brotar era extremamente fácil. Não carecia fertilizantes, cuidados muito especiais. Não.  Qualquer distração ou acidente, e já estava se desenvolvendo, criando caule e força. Espontânea. Já queria ser árvore.

E foi exatamente assim que germinei da última vez.

semente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s